• BH Peças Toyota

Toyota Tundra: detalhes e versões


A primeira geração da Tundra foi lançada como uma alternativa de picape maior que a Tacoma que chegou nos EUA em 1995 e também para substituir a antiga picape Toyota T100. Em comum com esses dois modelos, a picape tinha o motor 3.4 V6, que no caso da Tacoma era ofertados nas versões mais caras da gama. O modelo teve o seu primeiro exemplar produzido na planta de Princeton, Indiana, em maio de 1999, com 65% de índice de nacionalização. A linha de produção tinha capacidade para entregar 120 mil carros por ano, o dobro do volume da T100.

A versão de entrada da Toyota Tundra americana tinha um motor 3.4 V6 de 24 válvulas, capaz de gerar 190 cavalos de potência e 30,6 kgfm de torque. Depois, a marca atualizou esse propulsor com a introdução de um supercompressor da Toyota Racing Development (TRD), passando a entregar 260 cv e 36 kgfm. Havia também a opção do 4.7 V8 de 32 válvulas, com força suficiente para entregar 250 cv e 43,6 kgfm. Em ambos os casos, o câmbio era manual de cinco marchas ou automático de quatro velocidades. Nas dimensões, o modelo tem 5,56 metros de comprimento, 2 m de largura e 1,81 m de altura, com distância entre-eixos de 3,26 m. O peso variava de 1.785 kg a 1.912 kg.

Uma das primeiras mudanças da linha Toyota Tundra de primeira geração foi anunciada em 2002, como novidade para a linha 2003. Na ocasião, a picape passou a contar com a opção de carroceria Cabine Dupla, com portas traseiras de abertura convencional. Até então, ela tinha apenas a configuração Access Cab, com portas traseiras tipo suicida e menor espaço interno. Para efeito de comparação, a Tundra Cabine Dupla (ou Double Cab) era 33 centímetros mais longa, 0,7 cm mais alta e 1 cm mais larga que as versões Regular e Access Cab. Além disso, o entre-eixos era maior em significativos 30 cm. No ano de 2003, a Toyota anunciou a Tundra T3 Especial Edition para homenagear o lançamento do filme Terminator 3 (ou “O Exterminador do Futuro 3”, no Brasil).

Foi em fevereiro de 2006 que a Toyota apresentou durante o Salão do Automóvel de Chicago a nova geração da Tundra. Para recuperar parte do terreno perdido com a primeira geração, a segunda Toyota Tundra estreou com mais força e maior capacidade para se equiparar ou até superar as outras picapes oferecidas naquele mercado.

Em comparação com sua antiga geração, a nova Tundra cresceu em todos os sentidos. Graças ao uso de uma nova plataforma, a picape apresentou ganhos consideráveis em comprimento, largura, altura e entre-eixos. Na época, o modelo se posicionava como o maior utilitário em tamanho geral entre os exemplares da categoria.

No comprimento, a picape passou a ter de 5,32 m a 6,28 metros, enquanto a largura é de 2,02 m, a altura varia de 1,92 m a 1,96 m e o comprimento pode ir de 3,2 m a 4,18 m, tudo isso de acordo com a carroceria da Tundra (Cabine Simples, Cabine Dupla ou CrewMax, esta última subdimensionada para maior espaço para as pernas dos ocupantes traseiros).

As últimas mudanças significativas da Toyota Tundra foram anunciadas em meados de setembro de 2017. A picape da marca japonesa recebeu mudanças sutis no visual, além da adoção de uma série de novos equipamentos de segurança. Fora isso, ela abandonou a opção de cabine simples, passando a contar apenas com as configurações cabine estendida de duas portas e cabine dupla de quatro portas.

A respeito da parte estética, a Tundra 2018 passou a contar com uma nova grade dianteira, com moldura cromada e filetes horizontais na parte central. Além disso, ganhou novos para-choques. As versões mais caras passaram a contar com novas rodas diamantadas. Por dentro, mudou apenas o padrão de acabamento.

Gostou de saber um pouco da história da Toyota Tundra?! Acompanhe toda semana as curiosidades sobre o mundo Toyota. Peças e acessórios seminovos com garantia de procedência para o seu veículo Toyota.

#bhpecastoyota #toyotabh #sucata #pecasseminovas #curiosidades #toyotatundra #tundra #historiatundra #versoestundra