• BH Peças Toyota

Toyota Prius: eficiência, conforto e conectividade limitada.


Os carros híbridos já são realidade no mercado brasileiro há algum tempo. Aliar um motor a combustão a outro elétrico garante um desempenho eficiente e econômico, mesmo que produtos desse tipo ainda sejam caros por aqui. O Toyota Prius é o modelo que popularizou esse conceito no Brasil e no mundo, sendo o carro mais vendido deste segmento globalmente. Vendido em versão única, sem opcionais, ele consegue aliar o que os consumidoresbrasileiros mais pedem em um automóvel: conforto e economia.

O Prius tem uma aparência controversa, com a clara intenção de transparecer modernidade e futurismo. Um automóvel é um produto como qualquer outro e a aparência muitas vezes é determinante para a compra. No caso do Prius, ela pode não atrair, mas com certeza vai te situar no conceito.

A combinação dos dois motores (um a gasolina de 98cv e 14 kgf/m e outro elétrico de 72cv e 16,6 kgf/m) dá ao Prius um desempenho bem interessante tanto na cidade quanto na estrada, mesmo com o peso total dele sendo de 1790kg. São quatro os modos de operação: Power, que privilegia mais o motor à gasolina. Eco, que privilegia mais o motor elétrico. Normal, que faz bem a mescla dos dois. E por fim, o EV Mode, que usa exclusivamente o motor elétrico.

No modo Power, o Prius fica mais ligeiro, responsivo e arisco, mesmo sendo um sedã médio comportado. O câmbio CVT, que usa uma manopla em estilo joystick, casou bem com os motores, e entrega o torque quase que imediatamente, fazendo com que ele tenha arranques consistentes e retomadas em velocidade dignas de um carro de maior potência. Neste modo, porém, o consumo é um pouco mais elevado.

O modo Normal, o consumo médio vai para 18km/l, e o desempenho do carro fica mais equilibrado. Esse modo é o ideal para quem usa muito o Prius na estrada ou deslocamentos com mais pessoas no veículo, pois alia bem a potência com o uso do combustível.

Prius nos surpreende no quesito desempenho e o melhor de tudo com quase nenhum ruído. Mesmo com dois motores, o silêncio domina a cabine e não incomoda nem um pouco.

A bateria híbrida de níquel, responsável por alimentar o motor elétrico do Prius, antes localizada no porta-malas, foi transferida para a parte inferior direita do banco traseiro desde sua versão 2016, contribuindo para a redução do centro de gravidade e aprimorando a estabilidade na condução do veículo, sem comprometer o espaço interno para os ocupantes. Uma entrada de ar foi introduzida no banco do passageiro, otimizando o arrefecimento da bateria híbrida e melhorando sua performance.

O interior do Prius é bem excêntrico, o painel de instrumentos fica na região central superior, reunindo todas as informações do funcionamento do veículo, como os motores, consumo, velocidade, combustível, temperatura externa e ações do GPS e do ar condicionado. Tem quem goste. Mas, aquele ar futurista faz com que deixemos isso passar. Para comprovar como o design do painel é controverso até para a Toyota, ela deu um jeito de espelhar o velocímetro digital no para-brisa, para que o motorista não se perca no olhar. Seu isolamento acústico é digno de um carro de luxo, transmitindo uma sensação das mais agradáveis, mesmo com acelerações fortes na estrada e no circuito urbano. E isso contribui, claro, para aquela sensação de nave espacial.

O Toyota Prius presente no mercado brasileiro é sem dúvida, um automóvel completo e extremamente eficiente.

Gostou de saber sobre a tecnologia do Toyota Prius?! Acompanhe toda semana as curiosidades sobre o mundo

Toyota. Peças e acessórios seminovos com garantia de procedência para o seu veículo Toyota.


#bhpecastoyota #toyotabh #sucata #pecasseminovas #curiosidades #prius