• BH Peças Toyota

Conheça oito gerações da Hilux


A Toyota Hilux surgiu em 1970 como uma proposta de encontrar um novo nicho de tamanho entre as picapes. Na época, o interesse era o de criar um veículo comercial, pouco voltado ao lazer. Desde então, a Hilux evoluiu em oito gerações, cada uma delas mais afeita aos caminhos do asfalto. Conheça cada uma das encarnações da picape e veja como ela mudou ao longo de 47 anos em uma linha do tempo.


1ª geração – 1968: Conhecida pelo nome código de N10, a primeira encarnação tinha apenas 4,21 metros, porte de crossover compacto. Criado para substituir os mais simples modelos Briska e Stout, o Hilux deixava sua pretensão estampada no nome, uma combinação de High (alto) e Luxury (luxo).

2ª geração – 1972: A bem da verdade, a segunda geração manteve muito da primeira. Porém, contava com design diferente, com quatro faróis, e base cerca entre 1,0 e 4,5 centímetros maior. O comprimento chegava aos 4,27 metros no modelo chassi curto e 4,68 m na longa, mais voltada ao trabalho. Contudo, as maiores evoluções vieram em termos de conforto e desempenho.

3ª geração – 1978: Se a segunda Hilux já se rendia aos gostos americanos, a terceira assumiu de vez essa faceta mais de lazer. Foi em 1979 que a Hilux finalmente ganhou duas características que sempre são associadas ao modelo: tração 4X4 e motor diesel.

4ª geração – 1983: A aparência mudou muito. Entre as inovações, a Hilux assumiu um estilo mais robusto, que incluia para-lamas alargados, embora o comprimento tenha ficado o mesmo - o Japão restringiu um bocado a escalada de tamanho dos veículos.

5ª geração – 1988: Foi aí que a picape começou a ser importada para o Brasil oficialmente, após a reabertura das importações. O estilo tinha muito da encarnação anterior, porém com contornos mais arredondados como mandava o período.,

6ª geração – 1997: Mesmo muito parecido com a anterior, o estilo estava mais arredondado e a cabine estendida passou a ser 10 centímetros maior para incluir dois assentos extras.

7ª geração – 2005: A inspiração no Corolla nunca foi tão clara. Na contramão, nunca a Hilux foi tão grande. A cabine dupla chegava aos 5,25 metros. Mas o novo motor 3.0 turbodiesel de 163 cv compensava o porte e mostrou que uma picape poderia andar junto com um sedã nipônico.

8ª geração – 2015: A pressa tem sua razão de ser e a Hilux investe em uma base mais moderna. Embora a tecnologia de construção mantenha o esquema de chassi separado da cabine, em outros pontos a picape evoluiu. É o exemplo da alavanca de tração, que passou a ser acionada por um simples botão.


E aí, gostou da história do Toyota Hilux?! Conte aí nos comentários! Peças e acessórios seminovos com garantia de procedência para o seu veículo Toyota, você encontra aqui. Reuse.

#bhpecastoyota #toyotabh#sucata#pecasseminovas #curiosidades #carros #toyotahilux #toyotapicape #geraçõeshilux #hilux